Categoria ?
Processos de depreciação cambial são expansionistas ou contracionistas no Brasil? Uma avaliação do efeito do descasamento cambial do setor privado
Francisco Eduardo Pires de Souza

 Este trabalho analisa a evolução do descasamento cambial na economia brasileira, do início da década passada até o presente, com o objetivo de avaliar a vulnerabilidade da economia à desvalorização cambial através do efeito balanço. Destaca-se a grande transformação ocorrida na estrutura do passivo externo líquido do país, ao longo do período. A dívida externa líquida tornou-se negativa, mas isto reflete fundamentalmente a situação do setor público, porque o setor privado continuou com um descasamento cambial primário elevado. Utilizando dados do mercado de derivativos, concluímos que o descasamento cambial efetivo do setor privado é bem menor quando subtraímos as operações de hedge do descasamento primário. E concluímos que nos últimos 5 anos houve uma redução substancial do risco cambial das empresas não financeiras, diminuindo as potenciais consequências negativas de uma desvalorização cambial por meio do chamado efeito balanço.

 This paper deals with the evolution of the currency mismatch in the Brazilian economy in the last two decades, with the aim of assessing the vulnerability of the economy to an exchange rate devaluation, through the balance sheet effect. We highlight the deep changes in the structure of the Brazilian external liabilities during that period. The main change was the radical fall in the net external debt, which turned from highly positive to negative. However, this reflects only the public sector position, since private external debt remained highly positive. To go further into our analysis, we subtracted the hedge operations through derivatives contracts from the primary currency mismatch. We then arrived at the conclusion that not only the effective private sector currency mismatch is quite lower than could be thought by looking only at the International Investment Position data, but also that it has diminished substantially in the last 5 years. Therefore, the risk of an important balance sheet effect as a consequence of a devaluation is lower than currently estimated.

DOI: 10.1590/0101-35172019-2970.

 
   
Exchange rate policy, class conflict and economic development from Furtado’s view
Lucio Barbosa, Fabricio Missio e Frederico Jayme Jr.

O objetivo do trabalho é analisar as contribuições de Celso Furtado quanto ao papel da política cambial e sua relação com o conflito de classes no desenvolvimento de economias periféricas. Resgatam-se as interpretações do autor em suas análises sobre o caso venezuelano e em Formação Econômica do Brasil. Nessas obras destacam-se duas principais conclusões: i) a valorização cambial, em consequência da maldição dos recursos naturais, prejudica o crescimento econômico; ii) a condução da política cambial é um fenômeno associado à economia política, em que o conflito de classes torna-se eminente. A conclusão ressalta a atualidade do pensamento do autor.

The aim of this paper is to analyze the contributions of Celso Furtado regarding the role of exchange rate policy and its relation to social conflict in the economic growth of peripheral economies. For that, we revisit Furtado’s analyses about the Venezuelan case and in The Economic Formation of Brazil. We highlight two main conclusions from such works: i) exchange rate appreciation due to a natural resources curse harms economic growth; ii) exchange rate policy is mainly a phenomenon associated with political economy, in which social conflict emerges. Hence, we claim that Furtado’s analyses are still significant today.

 DOI: 10.1590/0101/35172019-2885.

 
   
Uma análise da regra de ouro no Brasil
Manoel Pires

 O conjunto de regras fiscais define a operacionalização da política fiscal e como seus objetivos devem ser alcançados. Este artigo tem como objetivo explicar o funcionamento da regra de ouro brasileira e fazer uma avaliação do seu desempenho com base nas suas características e na experiência internacional. 

 Fiscal rules specify the way fiscal policy will achieve their goals. This paper explains the operation of golden rule in Brazil and evaluates whether the main goals have been achieved looking for its attributes and for the international experience.

DOI 10.1590/0101-35172019-2896.

 
   
Reviewing perspectives on third-party impacts of mega-regional trade agreement: implications for Brazil
Niels Sondergaard

O presente artigo-resenha examina o impacto potencial dos acordos comerciais mega-regionais no Brasil como um terceiro-país. A literatura inicialmente revisada identifica a "regulação profunda" proposta nos acordos mega-regionais como uma expressão de mudanças estruturais no sistema comercial internacional, o que, apesar da presente estagnação dessas negociações, aponta à relevância de escrutinar o seu impacto potencial em países excluídos. O artigo subsequentemente examina projeções feitas sobre os impactos econômicas de curto e médio prazos deste tipo de acordo comercial no Brasil como um terceiro-país, e em seguida engaja-se com perspectiva que tratam as suas implicações estruturais de longo prazo.  

 The present review article examines the potential impact of mega-regional trade agreements on Brazil as a third-party. The literature initially reviewed identifies the "deep regulation" proposed in mega-regional agreements as an expression of structural changes within the global trading system, which in spite of the current stagnation of these negotiations highlights the relevance of scrutinizing their potential implications for outsiders. The article subsequently examines projections made of the short- and intermediate term economic impacts of this type of trade agreement on Brazil as a third-party, and here upon engages with perspectives treating their long-term structural implications.

DOI: 10.1590/0101-35172019-2861.

 
   
Política industrial e divisão internacional de trabalho
Carlos Aguiar de Medeiros

 Este artigo examina a evolução das políticas industriais, estratégias tecnológicas e especialização do comércio em cadeias de valores globais (GVC) na produção industrial liderada por corporações transnacionais e por políticas industriais. Argumenta que a inserção no GVC não constitui uma alternativa mais fácil de atalho tecnológico ao sistema nacional de inovação e à estratégia de desenvolvimento nacional que historicamente têm sido as principais alavancas para o catch-up tecnológico.

 This paper examines the evolution of industrial policies, technological strategies and trade specialization in global values chains (GVC) in manufacturing production led by transnational corporations and by industrial policies. It argues that insertion in GVC does not constitute an easier technological shortcut alternative to national system of innovation and for national development strategy that historically have been the main levers for technological catch-up.

DOI: 10.1590/0101-35172019-2925.

 
   
Fiscal crisis in Brazil: causes and remedy
Márcio Holland

 De 2014 a 2017, o Brasil experimentou uma deterioração fiscal sem precedente causada por fatores multidimensionais. De acordo com a literatura econômica, para lidar com tal crise, é recomendado adotar um programa de consolidação fiscal baseado em corte de gastos mais do que baseado em aumento de impostos. Contudo, a forma como a crise evoluiu recentemente no Brasil traz uma nova perspectiva de orientação de política fiscal. O artigo sugere um programa de consolidação fiscal combinando tanto corte de gastos quanto aumento de impostos. De um lado, a peculiaridade dos gastos governamentais brasileiros demanda reformas com impactos duradores, mas geralmente apresentam baixo impacto fiscal de curto prazo. De outro lado, como os resultados fiscais de curto prazo ancoram a confiança, aumentos em impostos seriam pilar importante da política econômica para mitigar a deterioração fiscal no curto prazo. É esperado que a contração do PIB seja mais severa do que no caso de simples medidas de corte de gastos, mas provavelmente a contração seria menos prolongada.

 From 2014 to 2017, Brazil experienced unprecedented fiscal deterioration caused by multidimensional factors. According to the economic literature, to cope with such a crisis, it is recommended to adopt a long-term spending cut-based fiscal consolidation program rather than a tax hike-based one. However, as the fiscal crisis evolved recently in Brazil, this article brings another perspective to the policy stance. It suggests a fiscal program that includes a combination of spending cuts and tax hikes. On one hand, the peculiarities of the Brazilian government expenditures demand fiscal reforms with long-lasting impacts but generally with low short-term fiscal effect. On the other hand, as short-term fiscal results anchor confidence, increases in taxes would be an important pillar of the economic policies to mitigate the fiscal deterioration in the short term. The GDP contraction is expected to more severe than a simple spending cut measure but is likely to be less prolonged.

DOI 10.1590/0101-35172019-2918.

 

 
   
O Novo Desenvolvimentismo e o desafio de 2019: superar a estagnação estrutural da economia brasileira
João Villaverde e José Marcio Rego

 Este trabalho relaciona as semelhanças e aponta as diferenças entre o Desenvolvimentismo clássico e o Novo Desenvolvimentismo e, ao final, discute os próximos passos necessários para a nova teoria perseverar no contexto atual brasileiro. Para isso, inova também ao diagnosticar, na primeira parte, uma espécie de “Desenvolvimentismo Acidental”, iniciado no fim do século XIX no Brasil, que semeou as bases para o Desenvolvimentismo clássico. Efetivamente colocado em prática entre 1930 e 1980, o Desenvolvimentismo foi depois “requentado” como base da fracassada política econômica do governo Dilma Rousseff. Ao final, discutimos os desafios do Novo Desenvolvimentismo à luz do período crítico que será iniciado após as eleições de 2018.

 This paper relates the differences and the similarities between the classic developmentalism and the New Developmentalism. It discusses the next steps for the new theory to persevere in the current Brazilian context. To this end, a diagnosis of what we call "Accidental Developmentalism", initiated at the end of the 19th century in Brazil, was also made in the first part of the paper, which was sown as a basis for the classic developmentalism. Effectively put in place between 1930 and 1980, Developmentalism was later adopted again during the failed economic policy of Dilma Rousseff administration. Finally, we discuss the challenges for the New Developmentalism having the critical 2018 elections as background.

 

 
   
Governos Lula: a era do consumo?
João Sicsú

 Os governos Lula (2003-2010) foram rotulados de “a era do consumo” e do excessivo endividamento das famílias. Esse rótulo é no mínimo impreciso. O objetivo do artigo é analisar o período 2003-2010 à luz de informações objetivas e a partir da teoria econômica de Keynes e dos pós-keynesianos. Concluiu-se que o consumo foi o ponto de partida, mas o que marcou, particularmente, o segundo governo de Lula (2007-2010) foi o crescimento do investimento público e privado. Durante os dois governos do presidente Lula o investimento cresceu muito mais que o consumo. Além disso, o grau de endividamento das famílias brasileiras, em verdade, cresceu muito, mas não pode ser considerado excessivo quando comparado com os padrões internacionais. O artigo também mostra que não foi o modelo de endividamento das famílias que provocou a desaceleração econômica em 2011.

 The Lula governments (2003-2010) were labeled “the consumption era” and for excessive household indebtedness. At the least, this label is imprecise. The objective of this article is to analyse the period between 2003-2010 through objective information and supported by Post-Keynesians and Keynes’s theory. The conclusion was that consumption was only the starting point. In fact, during this period, the most important event was the growth of public and private investments. During both terms of the Lula government investments grew much more than consumption. Besides this, the level of Brazilian household debt grew rapidly, but this level cannot be considered excessive when compared with international standards. This article also shows that this indebtedness did not provoke the economic downturn in 2011.

 DOI: 10.1590/0101-35172019-2870.

 
   
War and international trade: impact of trade disruption on international trade patterns and economic development
Oldrich Krpec e Vladan Hodulak

 As rupturas dos fluxos comerciais decorrentes de conflitos militares levam a mudanças nas estruturas econômicas dos países, às mudanças subsequentes nas políticas comerciais e às mudanças nos padrões comerciais estabelecidos, com impacto na posição dos países no sistema de comércio internacional. Este artigo trata dos três conflitos do tempo moderno: guerras napoleônicas, a primeira guerra mundial e a segunda guerra mundial. Argumentamos que as mudanças resultantes da interrupção dos fluxos de comércio em si levam a mudanças e mudanças que são relativamente permanentes, independentes dos resultados dos conflitos para países individuais, e afetam significativamente regiões que não participaram do conflito.

 The disruptions of trade flows due to military conflicts leads to changes in economic structures of countries, to the subsequent changes in trade policies, and to the changes of established trade patterns with impact on position of countries in international trade system. This paper deals with three modern time’s conflicts: Napoleonic Wars, WWI and WWII. We argue that the changes resulting from the disruption of trade flows itself, leads to changes and shifts which are relatively permanent, independent on outcomes of the conflicts for individual countries, and do significantly affect regions which did not take part in the conflict.

 DOI: 10.1590/0101-35172019-2854. 

 
   
Análise sobre a obra Latifúndio, Escravidão e Dependência Econômica de Ramiro Guerra
Cinara Barbosa Franco de Sá e Izamara Nunes Souza

 Este trabalho tem como objetivo analisar a obra de Ramiro Guerra (Latifúndio, escravidão e dependência econômica), uma das suas principais obras que trata da região de Barbados localizada nas Pequenas Antilhas na América Central. Assim, a análise mostra como Ramiro Guerra desmistifica toda uma teoria em relação à substituição do trabalho do pequeno proprietário pela mão de obra barata do escravo. O mesmo autor ressalta que essa substituição não foi devido a uma questão de raças ou de clima ou até mesmo da superioridade da vontade humana. Mas sim, devido a uma causa puramente social e econômica: a destruição da pequena propriedade pelo latifúndio açucareiro e pela conseguinte emigração de uma classe social que seria expulsa de forma “voluntária” devido à falta de trabalho. Dessa forma, a análise de acordo com o pensamento de Guerra, enfatiza que não foi o clima antilhano que expulsou os servos brancos, mas sim a empresa açucareira capitalista que se instalaria na região, aniquilando a pequena propriedade e eliminando o cultivador independente e convertendo as comunidades robustas com vidas próprias em meras oficinas de trabalho com salários baixos, tudo em prol das metrópoles. E também as consequências desse comércio açucareiro em Cuba trazendo as mesmas consequências de destruição da pequena agricultura.

 This work aims to analyze the work of Ramiro Guerra (Latifundia, slavery and economic dependence), one of his main works dealing with the region of Barbados located in the Lesser Antilles in Central America. Thus, the analysis shows how Ramiro Guerra demystifies a whole theory regarding the substitution of the work of the small owner for the cheap labor of the slave. The same author emphasizes that this substitution was not due to a question of races or of climate or even of the superiority of the human will. But due to a purely social and economic cause: the destruction of small property by the sugar estates and the consequent emigration of a social class that would be expelled in a "voluntary" way due to lack of work. Thus, according to Guerra's analysis, the analysis emphasizes that it was not the Antillean climate that drove out the white servants but the capitalist sugar company that would settle in the region, annihilating the small property and eliminating the independent cultivator and converting the robust communities with their own lives in mere low-wage workshops, all for the benefit of metropolises. And also the consequences of this sugar trade in Cuba with the same consequences of the destruction of small-scale agriculture.

DOI: 10.1590/0101-35172019-2934.

 
 
     
 
     
     
 
The Brazilian Journal of Political Economy counts with the support of the following corporations:
 
   
Copyright © 2018
Revista de Economia Política - ISSN 1809-4538
Rua Araripina, 106 - 05603-030 - São Paulo - Brazil